Pagina-afbeeldingen
PDF
ePub

INSTRUMENTO DOS SERVIÇOS

DE

Mem de Sá

Dom Sebastião per graça de deus Rey de portugal e dos alguarues daquem e dallem maar em afriqua Senhor de guinee e da conquista navegacão, comercio thiopia arabia persia e da yndia - etc - a todollos corregedores ouvidores Jujzes e Justiças hofficiajs de todos meus Reinnos e senhorios a que este treslado de estromento for aprezentado e o conhecimento delle com direito pertençer Saude faço saber que perante mjm e o meu ouuydor gerall em estas partes do brazill me foi aprezentado huma pitição por parte de men de Sáa gouernador nas ditas partes pera por ela lhe mandar perguntar testemunhas , a qual vista por mjm mandei que lhe fosem perguntadas e pasado ho treslado em maneira que fizese fee cujo treslado de verbo a verbo he o seguinte. ||

Anno do nnacimento de noso Senhor Jesu christo de mil quinhentos satenta annos em hos sete dias do mes de setenbro do dito anno em esta cidade do Salluador da bahia de todos hos Santos terras do brazill nas pousadas de mjm espriuam parecco dioguo de matos criado de men de Saa do conselho del Rey noso Senhor Capitaõ desta cidade e capitania e guovernador gerall em todas as outras desta costa do brazil e me deu huma pitiçam com hum despacho em ella posto do doutor fernaõ da Silua do dezembarguo do dito senhor e seu ouuydor gerall com allçada e prouedor moor de sua fazenda em as ditas partes pera por ella e por huns apontamentos lhe perguntar testemunhas e con ho dito dellas lhe pasar hum estromento pera sua alteza a qual pitiçam despacho e apontamentos Eu espriuão autuey que ir:do liee ho

e seguintee. Eu João pereira espriuão que esto espreuy.

A. B.

17

Senhor Dis o guovernador men de Saa que a elle lhe he necesarjo hum estromento dos seruiços que tem feitos a sua allteza des quee partio da cidade de Lixboa vindo pera estas partes asi no maar como na terra comvem saber nesta cidade e capitania como nas majs da costa como he notorjo a todos que partio de lixboa no fim de abrjll de mil quinhentos e sincoenta e sete – e com tempos comtrarios andou oito meses no maar e foi ter a jlha do cabo verde e a do primcipe e são thomee e de trezentas e trinta e tantas pesoas de sua companhia morrerão corenta e duas as quajs todas forão proujdas de guallinhas e do necesarjo que foi causa depois de deus viuerem mujtos. dando sempre mesaa a criados de sua allteza e a outros homes homrrados e proveo as orfaās no maar dos mantimentos necesarjos e achegado a esta cidade trabalhou polas casar as quajs estaam casadas e onrradas e abastadas / e asy lhe pasarão da hordem que teue de jncurtar as demandas e heuitar joguos e de como ha terra estaua allevantada e os moradores fazjað mal suas fazendas com themor dos gentios estando sem peças / e as emtradas que mandou fazer em Reuelados e do que fiz na aldeia de boqua torta onde fuj em pesoa e do que tem trabalhado no acresentamento das Rendas de sua alteza e em seus Emgenhos, e see e misericordia e moesteiro de Jhesus e baluarte que fez nas casas dos governadores e de como mandou seu filho fernão de saa sendo chegado de pouquo em socorro de vasco fernandes coutinho e do que çoçedeo e o que

fez no socorro da capitanja dos ylheos e como ganhou aquella capitania e como pelo Recado que vejo foy desta capitania ao aleuantamento do gentio a pero açuu por terem muitos homens, branquos mortos e foi sobre eles e do que aconteceo e depois foi ao Rjo de Janeiro pelo Reecado que lhe vejo por monseor de bolles e o que fez com pequena armada e pouquas forças / e de como deu socorro a capitania do espirito santo , e como depois mandou estacio de Saa seu sobrinho ao Rio de Janeiro e como no anno de sessenta e seis mandou sua allteza huma armada em que ele guovernador fosee em pesoa aonde foi e do que çocedeo e deste feito do Rjo de Janeiro foi muy famoso pede mandee muj por estenco lhe pergunte testemunhas que declarem o que pasou na verdade e no majs que se fez no espirito Santo quando llaa tornou outra vez e de todalas cousas que aponta que por sy não declara porque não fique ho feito escuro que de sy he claro e de tudo lhe mande pasar hum pubriquo estromento em que faca fee no que Recebera Justiça e merce. //

Dispacho=

Perguntesee algumas testemunhas pelo comteudo na pitiçam meudamente e tudo ho que diserem se espreuera bem declarado e per capitolos e sera pasado estromento em forma que faca fee. fernao da Silua.

Capitollos. //

1. Parti do Reinno no fim dabril de mil quinhentos cinquoenta e sete / e por os tenpos serem contrarios andei oito meses no maar e fuj as ylhas do cabo verde do principe e Santome aonde adoeceram casi toda a gente e morrerão corenta e duas peças de trezentas e trinta e sejs que vinhão naa nao / os quais comtinuadamente provi e mandei prouer de guallinhas e do mais necesario em abastança que foi causa depois de deus de se saluarem muitas. /

2. Sempre dei mesa no maar aos criados de sua allteza e a outras mujtas pesoas que posto que não herão de sua allteza erao pesoas omrradas.

3. Dei de comer as orfaās que vierão em minha companhia e tanto que cheguei a esta cidade trabalhei polas casar e quis noso senhor que as casei todaas e as que depois vierão e todas estão casadas e omrradas. //

4. Ao tempo que vim a estaa cidade avia nellas muitas demandas joguos de cartas e alguuns hodios Encurtei as demandas consertando as partes e con outros mejos tirej os odios fazendo amizadees.

5. Achei toda a terra de guerra sem os homens ouzarem fazer suas fazendas senão ao redor da cidade pello quall veuião apertados e nnecesitados por não terem peças e discontentes da terra e por ho gentio não querer paaz mandei dar em Corupeba num primcipall que estaua em huma Jlha que se agora chama a Jlha do Corupeba onde estaua muita gente de guerra e o trouxerão prezo o que pos grande espanto ao gentio e temor aos branquos e loguo comesei a fazer guerra em Jaguaripee que he da outra banda da bahia honde se distroirão muitas alldeias catiuaram e mataram muitos yndios. //

6. Mandei dar sobre outro primcipall por nome ho topenequim que estaua afastado da cidade treze ou quatorze legoas e derão de noite sobre elle tendo muita gentee consiguo e o trouxeram prezo por força e contra vontade dos seus. //

7. Fuj em pesoa sobre outro primcipal que se chamaua a boqua torta por estar de guerra e não querer deixar de comer carne

[ocr errors][merged small]

humana que estaua dezoito legoas da cidade / parti da cidade
amanhecendo e naquelle dia e noite cheguei a alldeia antes que
amanheçese e entrei a aldeia se queimou e matarão muitos do
gentio hos majs fogirão o que foi causa depois de deus ho gentio
cometer pazes e Eu lha dei com se fazerem cristãos e os ajuntei em
grandes alldeias e mandei fazer ygreijaas onde os padres da com-
panhia dizem misaa e os majs hoficios deuinos e lhes emsynão a
doutrina e a llei e a escrepuer e outros boons costumes / esta
gente he a que sempre me ajudou nas guerras que fiz nesta capi-
tania e nas outras honde fui e foi depois de deus das milhores
ajudas que tiue. /
8. Acrecentei tamto nas Rendas de Sua allteza

quee Rendendo estaa capitania casi nada quamdo emtrei na governança / agora Rende sejs mill cruzados pouquo majs hou menos e Rendera em breue tempo muito mais por a terra estar de paaz e se fazerem gramdes fazendas e muitos emgenhos dasuquares. //

9. Fiz o Emgenho que Sua allteza mandou fazer pera os moradores porque dão quinhentas arrobas. //

10. Fiz a see desta cidade de pedra e call e de tres navees e de boa grandura. //

11. Fiz a ygreija da mizericordia de boa grandura e de pedra e call. //

12. Fiz a Jgreija do moesteiro de Jhesu de huma navee mas casi da compridão da da see o quee fiz a minha custaa he de pedra e call e forrada. //

13. Fiz huma torre forte e de pedra e call nas casas onde pousão os guovernadores. //

14. Como me derão posee do guoverno loguo me derão cartaas de vasco fernandez coutinho capitão da capitania do espirito santo em que dezia que o gentio da sua capitania se allevantara e lhe fazia crua gerra e lhe tinha mortos muitos homens e feridos e que ho tinhão serquado na villa / onde dias e noites ho combatião e que nam podia deixar de se emtregar a que o comesem se ho não socorresem com muita brevidade e por me não deixar os moradores yr em pessoa mamdei a fernão de saa meu filho com sejs vellas e perto de dozemtos homens e em chegamdo a capitania do espirito Santo entrou por comselho dos que comsiguo leuaua pello Rjo de cicarce e foi dar cm tres fortallezas muito fortes que se chamauão marerique donde o gentio fazia e tinha feito muito dano e mortos muitos cristãos as quajs Rendeo com morte de muito gentio e elle moreo ally pellejando / dahy parti a armada pera a villa donde estaua vasco fernandez mas jaa

deserquado e o gentio com a nova da estroicam das fortallezes se Recolheram a huma fortalleza em que tinhão gramde comfiança e balltezar de saa meu sobrinho com hos majs da armada a combateram entrarão e matarão os mais que nella estauão o que

foi causa de pedirem pazes e se someterão a toda obediemçia. //

15. Neste tempo vejo Recado ao guovernador como o gentio topenequim da capitania dos Jlheos se allevantara e tinha mortos mujtos cristãos e distroidos e queimados todos os emgenhos dasuquares e os moradores estauão serquados e não comião jaa senão llaramjaas e loguo o pus em comselho e posto que muitos herão que não fosse poor não ter poder pera lhes Resestjr nem o poder do emperador fuj com pouqua gentee quee me segujo e na noite que emtrei nos Jlheos fui a pee dar em huma alldeia que estaua sete llegoas da villa em hum allto piqueno toda serquada dagoa ao redor dallagoas e as pasamos com muito trabalho e ante manha. duas oras dei nalldeia e a distroy e matej todos os que quiserão Resistir e a vimda vim queimamdo e distroindo todas as aldejas que ficarão atraz e por se o gentio ajuntar e me vir seguimdo do longuo da praya lhe fiz algumas silladas onde os serquej e lhes foi forçado deitarem se a nado ao maar costa braua / mandei outros Imdios tras elles e gente sollta que os segirão perto de duas leguas e llaa no maar pellejarão de maneira que nenhum topenequim fiqou viuo e todos os trouxerão a terra e os poserão ao longuo da praya por ordem que tomavão hos corpos perto de huma legoa fiz outras mujtas saidas em que distroi muitas aldeias fortes e pelejei com eles outras vezees em que forão muitos mortos e feridos e jaa não ousauão estar senão pelos montees e brenhas onde matauão os cãees e gallos e costramgidos da necesidade vierão a pedir mizericordia e lhes dei pazes com condição que avião de ser vasallos de sua allteza e pagar trebuto e tornar a fazer os emgenhos tudo aseitarão e fizerão e fiquou a terra pasifiqua em espaço de trimta dias onde fuj a minha custaa dando mesaa a todaa pesoa omrada e tão bem digo e tão boa como he notoryo./

16. Estando aynda noIlheos me forão novaas como ho gentio do peroaçuu estaua alleuamtado e vierão a Ilha de tapariqua e matarão tres ou quatro homens branquos e tomarão hum barquo com muita fazenda e a gentee se salluara a nado e não ousauão jaa de sajr fora em barquos / loguo me fiz prestes e me vim a esta capitania e praticando ho caso lhes dise que todos se fizessem prestes que lhes avia dir dar gerra e em menos de oito dias fuj com trezentos bramquos e dous mil y ndios de pases e pera yr dir

e

[ocr errors]
« VorigeDoorgaan »