Pagina-afbeeldingen
PDF
ePub

por ho gentio do Rjo de Janeiro não fiquar de todo pasifiquo estando ele dito governador em esta çidade mandara huma armada pequena ao dito Rjo de janeiro e que estaçio de saa seu sobrinho por capitão moor e a bras fraguoso ouvjdor gerall e o dito guovernador não fora por estaa terra não estar ajnda muito pasifiqua do gentjo e por não poder ho dito estacio de saa emtão pouoar se fora ha capitania de são vicente donde tornara ao dito Rjo sem braas fraguoso e fizera huma villa a quall sostentara perto de dous annos com muita guerra e trabalho sem ter nenhum socorro senão o que lhe elle guovernador mandaua de qua e a sostentou sempre o dito guovernador a sua custa e all não dise do dito artiguo. //

E perguntado ele testemunha pellos vinte e hum artiguos dise elle testemunha que sabe que despois do anno de sasenta e sejs mandara sua allteza huma armada ao Rjo de Janeiro em que mandou que o dito guovernador fose em pesoa ao dito Rjo por ser emformado o dito senhor que os framcezes pello sertão e junto do maar faziam muitas fortallezas e tinhão dominjo sobre hos ymdios e estauão jaa muitos fortes com muita artelharia e of dito governador foi daqui o mjlhor que pode ao dito Rjo de Janeiro com muito gasto de sua fazenda dando messa a todos os que leuaua e do muito trabalho que leuou adoeçera o dito guovernador na capitania do espirito santo e asy doente foi ao dito Rjo e esteue ha mortee mas asi da dita maneira dera o dito governador ordem com que loguo se combateo a fortalleza de hum primçipall per nome biraçumerim yndio muito guerreiro ho quall estaua em hum paço muito allto e fraguoso com muitos françezes e artelharia a quall foi combatida com tanto anjmo que posto que forão mortos e ferridos muitos cristãos não se sentjo menos feruor no cabo que no começo ate que prenderão e catiuarão nove ou dez framçezes e matarão outros onde estaçio de saa foi ferido de huma frechada da quall morrera e all não dise do dito artiguo. //

E dos vinte e dous artiguos dise elle testemunha que dahi a pouquos dias o dito guovernador mandou dar em houtra fortalleza do pernapecuu onde avia majs de mjl homens de guerra e muita artelharia e tres dias a combateram comtinuadamente ate. que a emtrarão com muito trabalho e major Risquo e mortes de alguuns branquos e depois de se defenderem esforçadamente se Renderão e forão todos catiuos e estando prestes pera yr a outra fortalleza majs forte que todas na qual estauão muitos francezes não ousarão a esperar e deixarão a fortalleza a qual tinha tres serquas fortes com balluartes e casas fortes e loguo vierão pedir pazes ao dito guovernador a quall lhes comçedera com ficarem

vasaallos de sua allteza e porquanto o sityo que estaçio de saa hedefiquou não ser pera majs que pera se defender em tenpo de guerra com parecer dos capitajs e doutras pesoas que no dito Rjo de janeiro estauão /o dito governador escolhera hum çitio que lhe pareçeo majs conviniente pera nelle hedefiquar huma cidade a que pos nome são sbastião / o qual çitio hera de hum grande mato espeço cheo de muitas arvores grossaas em quee elle dito guovernador leuara asas de trabalho de mandar allinpar ho dito çitio e nele mandou fazer huma çidade muito grande serquada toda ao Redor de vinte pallmos de larguo e outros tantos dalto com balluartes fortes cheos dartelharia e na dita çidade mandou fazer huma jgreija do moesteiro dos padres de Jhesu honde agora Residem telhada e bem comsertada e mandou fazer huma see muito grande de tres naves tambem telhada e bem comsertada e mandou fazer huma casa da camara sobradada e telhada grande e huma casa da cadeia e cazas dallmazeis sobradadas e telhadas e com varandaas e dera ordem e fauor e ajuda com que fizesem outras muitas cazas telhadas e sobradadas e tendo jsto feito muito bem se tornou pera esta capitania o dito guovernador e all não disee do dito artiguo. //

E perguntado ele testemunha por os vinte e tres artiguos dise ele testemunha que vindo novas ao dito guovernador antes que partise do dito Rjo que ho gentjo da capitania do espirito santo estaua allevantado e tinha mortos muitos homens branquos foi necesaryo o dito guovernador yr a dita capitania e fora com pareçer dos capitajs e moradores da terra e deixara por capitão da dita cidade do Rjo de Janeiro a saluador correia de saa seu sobrinho que o dito governador ho sostenta a sua custa /e chegando o dito governador a capitania do espirito santo soçegou ho gentjo que qujs paaz a qual lhee comçedeo e alguuns morrerão per não querrerem paaz e alguuns catiuaraam se forão da terra e a dita capitania ficara pasifiqua mais que dantes ho que tudo o dito guovernader fizera a sua custa e all não dise. //

E perguntado pellos vinte e quatro artiguos dise ele testemunha que sabe que no tenpo do dito guovernador vierão ter a estaa capitania tres naaos que hião pera a Jndia as quais o dito governador mandara aviar e prouer de todo ho necesarjo sem lhe faltar nada e al não dise do dito artiguo. //

E dos vinte e çinquo artiguos dise ele testemunha que he verdade que huma das naaos que dito tem a derradeira hera de francisco barreto diguo que depois das ditas tres naaos chegaraa a estaa capitania francisco barreto que trazia consygo passante

de seis çentos corenta homens no qual tempo estaua a terra muito fallta de mamtimentos e de tudo foi tambem provjdo que no Reinno não fora mjlhor e jsto a custa dos moradores e dele dito guovernador o que tudo fizera por serujço de sua allteza e all não dise do dito artiguo nem dos majs por que foi perguntado e asinou aquy. Eu João pereira espriuão que esto espreuj.// francisco de morajs | cosmo de sequeira. ||

DIOGO MONIS BARRETO fidalguo da casa del Rey noso senhor e alcaide moor desta çidade do Salluador testemunha jurado aos santos avangelhos e perguntado por o costume dise ele testemunha nada. //

E do contheudo no primeiro artiguo dise ele testemunha que he verdade que o dito governador viera do Reinno ter a esta capitania no fim do anno de quinhentos cinquoenta e sete onde se começa a hera do naçimento de quinhentos cinquoenta e oito annos que hera a segunda oitaua do natal e que emtão ouvjo dizer que ho dito governador tomara as Jlhas do cabo verde e do principe e são thome e que na dita viagem lhe morrera gente e al não dise // nem do segundo artiguo. //

E do terceiro artiguo dise ele testemunha que he verdade que as orfaans que o dito guovernador trouxera a esta terra as casara em ella com pesoas omrradas e abastadas e as que despois vierão em seu tempo tambem as casou omrradamente e all não dise do dito artiguo nem do quinto nem do seisto. //

E do setimo artiguo dise ele testemunha que he verdadee que o dito guovernador fora alldeia do boqua torta negro primçipall e fora em sua pesoa com gentee e chegando alldeia fogirão os yndios e mandou queimar alldea e se tornara pera esta cidade e all não dise nem do outauo. //

E do noueno artiguo dise ele testemunha que he verdade que ho dito guovernador mandara acabar de fazer ho emgenho de pirajão de sua allteza pera se fazerem canas aos moradores e que dizem que dão de Renda cadaanno quinhentas harrobas dasuquaree e all não dise. //

E do desimo artiguo dise ele testemunha que he verdade que o dito guovernador despois que viera a estaa terra mandara acabar a see della diguo o corpo della e não he inda acabada de todo e all não dise. //

E do onzeno artiguo dise ele testemunha que he verdade que o dito governador mandara acabar a jgreja da misericordia

A. B.

21

e espritall no tenpo que foi prouedor da dita casa e esto de pedra e call e all não dise. //

E do dozeno artiguo dise ele testemunha que sabe que a jgreja do moesteiro de Jhesu nova estaa casy acabada de pedra e call e que dizem que o dito guovernador a mandou fazer a sua custa a quall he de huma navee e com huma capella grande e all não disse. //

E do trezeno artiguo dise ele testemunha que he verdade que o dito guovernador mandara fazer huma torre de pedra e call a modo de balluarte com suas bombardeiras e seteiras a quall estaa pegado com as casas onde pousão hos guovernadores pegado a Reepublica e praça e all não disee. //

E do quatorzeno artiguo dise ele testemunha que he verdade que tanto que o dito guovernador tomou posee da dita guovernança chegou aqui Recado de vasco fernandez coutinho que lhe socorresem que esperaua por guerra por o que o dito guovernador houvera comselho e mandara com socorro a seu filho fernão de saa com navjos e gente desta capitania e das outras e sendo cheegado a capitania antes de emtrar em ella fora ter ao Rjo de criquaree onde desembarquara e dera em humas alldeias e desbarataram huma e na outra lhe mataram seu filho com allguns homens e depois a dita harmada fora ter a dita capitania do espirito santo e forão dar em huma alldeia que estaua forte e a destroirão e fjquou amtão a terra em paaz e all não disse. //

E dos quinze artiguos dise ele testemunha que he verdade que viera Recado dos Jlheos que tinhaam guerra e pedjo socorro por lhe terem os emgenhos queimados e alguma gente morta homens branquos e esprauos e que emtão ho dito governador fora llaa com gente desta çidade em sua pesoa e que ouvjo djzer que a noite que chegara llogo dera nas alldeias e os desbaratara e que com allguns despois fizera pazes e mandara pazes diguo mandara asentar huma alldeia junto de hum emgenho e fiquara a terra pasifiquaa e all não disc do dito artiguo. //

E dos desaseis artiguos dise ele testemunha que he verdade que estando o dito governador nos Jlheos hum joam pirez pescador fora pescar a jlha de tapariqua que he defronte desta çidade huns yndios forão ter hay em huum Rodeiro de huma alldeia donde lhe tinhão matado hum primcipall e desejauão de se vingar estando o dito pescador em terra com allgumas pesoas salltarão com elle e o matarão e alguns seus companheiros e lhe llevarão ho barquo com quanto tinhaa deele / e depois viera o dito guovernador dos Jlheos e soubera a dita nova e ordenou de hir

dar guerra ao peroaçuu como de feito fora e llevara muita gentee homens e muitos yndios de pazes contrarjos dos de peroaçuu onde amdara dias e destroira muitas alldeias e gentio e fora com gente de cauallo e de pee hee despois o dito gentio pedira pazes a quall lhe dera o dito guovernador e all não dise. //

E dos dezasete artiguos dise ele testemunha que he verdade que aqui vejo ter hum framcez homem homrado e dezião que hera lleterado per nome monçior de bolles o qual dizião que vinhaa do Rjo de Janeiro e dera novaas que no dito Rjo estaua hum capitão per nome villa galhão em huma fortalleza fortee e que por desauenças que com ele tiuera se viera de sua conversação e all não disee. //

E dos dezoito artiguos dise ele testemunha que he verdade que o dito guovernador fora daqui ao Rjo de Janeiro honde hia por capitão moor bertolameu de vascoguomçellos e sendo llaa serquarão a jlha com hos navjos e desembarquarão na jlha donde estaua a fortalleza e pellejarão tanto que a Renderão e tomarão aos framcezes tendo muito gentjo comsyguo e framcezes hos quajs fogirão pera a terra firme com hos yndios e all não dise do dito artiguo nem dos dezanoue artiguos. //

E dos vinte artiguos dise ele testemunha que he verdade que vindo do Reinno estaçio de saa por capitão moor do maar ter a esta cidade digo capitania pera yrrem fazer pouoação ao Rjo de Janeiro e o dito goovernador sobre iso tomara comselho se heria em pesoa e por parecer de todos não foy e mandou ao dito. seu sobrinho estaçio de saa com bras fragoso ouvjdor gerall e prouedor moor pera a pouoarrem e por não poderem pouoar emtaão por terrem defensão se forão a são Vicente donde o dito estaçio de saa tornara ao dito Rjo de Janeiro com gente que de qua llevara e das outras capitanias e de são Vicente he fizera huma pouação honde estiuera çerto tempo tendo trabalho e guerras prouendoo o dito guovernador de qua do que podia e all não dise. //

E dos vinte e hum artiguos dise ele testemunha que hera verdade que no anno de quinhentos sasenta e sejs mandara sua allteza a esta terra huma armada em que viera por capitão moor cristouão de barros em a quall o dito governador fora daqui ao Rjo de Janeiro lleuando destaa çidade muitos homens homrrados em sua companhia e all não dise. //

E dos vinte e dous artiguos dise ele testemunha que ho dito guovernador fora ao dito Rjo de Janeiro como dito hee e ouujo dizer que adoecera na capitanja do espirito santo e que asim fora

« VorigeDoorgaan »