História das missões orientais do Uruguai, Volume 1

Voorkant
Imprensa nacional, 1943
 

Geselecteerde pagina's

Inhoudsopgave

Populaire passages

Pagina 417 - O primeiro e mais principal é, que se assinalem os limites dos dois domínios, tomando por balizas as paragens mais conhecidas, para que em nenhum tempo se confundam, nem dêm ocasião a disputas, como São a origem, e curso dos rios, e os montes mais notáveis...
Pagina 440 - E já rodavam ginetes Sobre os corpos dos infantes Das Sete Santas Missões, Que pareciam gigantes!... Na peleja tão sozinhos... Na morte tão confiantes!... Mas, o lunar de Sepé Era o rastro procurado Pelos vassalos dos Reis, Que o haviam condenado:... Ficando o povo, vencido... E seu haver... conquistado! Então, Sepé, foi erguido Pela mão do Deus - Senhor, Que lhe marcara na testa O sinal do seu penhor!...
Pagina 461 - VAR tem um grande império no Brasil, eo mesmo inimigo que ataca agora com tanta vantagem, talvez que trema, e mude de projeto, se VAR o ameaçar de que se dispõe a ser imperador naquele vasto território adonde pode facilmente conquistar as colónias espanholas e aterrar em pouco tempo as de todas as potências da Europa.
Pagina 163 - Piratininga e repartiu a gente nestas duas vilas e fez nelas oficiais e pôs tudo em boa obra de justiça de que a gente toda tomou muita consolação com verem povoar vilas e ter leis e sacrifícios e celebrar matrimónios e viverem em comunicação das artes e ser cada um senhor do seu e vestir as injúrias particulares e ter todos os outros bens da vida segura e conversável" (transcrição, atualizada, extraída da "História da Colonização Portuguesa no Brasil").
Pagina 79 - Não se imagina presa mais tentadora para caçadores de escravos. Por que aventurar-se a terras desvairadas, entre gente boçal e rara, falando línguas travadas e incompreensíveis, se perto demoravam aldeamentos numerosos, iniciados na arte da paz, afeitos ao jugo da autoridade, doutrinados no abanheen?
Pagina 164 - A todos nos pareceu tão bem esta terra, que o Capitão irmão determinou de a povoar, e deu a todos os homens terras para fazerem fazendas...
Pagina 168 - FREI GASPAR DA MADRE DE DEUS — Memórias para a História da Capitania de São Vicente.
Pagina 23 - Esta costa desde o Rio dos Patos até a boca do Rio da Prata é povoada de Tapuias, gente doméstica e bem acondicionada, que não come carne humana, nem faz mal à gente branca que os comunica. como são os moradores da capitania de S.
Pagina 40 - Toldarias: esta carne, ou de veados, pouco assada, (churrasco) e ainda os caracarás, e outras semelhantes aves de rapina, ou alguns avestruzes, são a sua usual comida. A bebida do mate não a deixam enquanto tem desta erva, como também de mascar o tabaco de fumo e conservar a masca ou entre o beiço superior e os dentes, ou tirando-a da boca e pondo-a atrás da orelha, onde a guardam até que a tornam a mastigar; poucos são os que pitam ou cachimbam, e todos muito amigos de beber aguardente,...
Pagina 36 - tem as ventas dos narizes grandes, e como inchadas, as faces altas e cheias, os cabelos somente no extremo da barba, e no beiço superior: não são de estatura mui alta, e as mulheres quasi do mesmo tamanho que eles, e maiores do que os minuanos.

Bibliografische gegevens