Revista do Instituto Historico e Geographico Brazileiro, Volume 73

Voorkant
Imprensa Nacional, 1910
0 Recensies
Reviews worden niet geverifieerd, maar Google checkt wel op nepcontent en verwijdert zulke content als die wordt gevonden.
 

Wat mensen zeggen - Een review schrijven

We hebben geen reviews gevonden op de gebruikelijke plaatsen.

Geselecteerde pagina's

Overige edities - Alles bekijken

Populaire passages

Pagina 267 - Parece-nos também muito útil que se levante uma cidade central no interior do Brasil para assento da corte ou da regência, que poderá ser na latitude, pouco mais ou menos, de 15 graus, em sítio sadio, ameno, fértil e regado por algum rio navegável.
Pagina 1 - Não obstante, não seríamos leais ao Príncipe honrado e patriota, que reina sobre nós, se pactuássemos com o vilipendio de uma posição, que nos ludibria, arrancando-nos a dignidade de cidadãos armados, para não nos deixar mais que a subserviencia de janízaros.
Pagina xxii - Socorreu a todas as partes, para onde o imigo foi mandando socorros de gente e munições cora tanta brevidade que chegavam sempre primeiro que ele, e assim lhe tolheu fazer carnes e aguadas e todos os seus intentos, lhe matando muita gente. , Posto que o imigo cometeu alguns engenhos, nenhum queimou, nem tomou embarcação alguma das que vieram do mar em fora a este porto, nos ditos quarenta dias...
Pagina 89 - Aos dez dias do mez de junho do anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil...
Pagina x - Agostinho, onde tinha um filho, pêra fundarem casa em Pernambuco, mas o povo o não consentiu, dizendo que não era capaz a terra de sustentar tantos religiosos graves, porque tinha já cá os da Companhia de Jesus, de Nossa Senhora do Carmo, do...
Pagina 119 - Que consequencias? perguntei. — Não seriam cumpridas. — O Governo far-se-ia obedecer. — Não teria meios. — Meu caro sr. conselheiro, já lhe afirmei e repito, que não se lembrou o Ministério de mandar prender o marechal Deodoro, nem de fazer sair da Corte nenhum dos corpos da guarnição; mas, se as conveniencias do serviço público o exigirem, não hesitarei em dar as ordens necessárias, sejam quais forem as consequencias.
Pagina 35 - A imprensa toda foi contra mim, e ainda mais, não quiz confessar o successo da segunda noite; era necessário que eu fosse uma esperança da Itália, um maestro italiano de sangue; e...
Pagina 119 - Se for desobedecido, recorrerei aos batalhões que se conservarem leais, recorrerei à marinha, recorrerei à guarda nacional e ao povo; em todo o caso cumprirei o meu dever. Hei de manter o poder com dignidade ou resigná-lo-ei.
Pagina 265 - Deixemos, pois, essa palavrosa exclamação sobre liberdades e tiranias... o povo que deseja ser livre e feliz, cuide de assegurar com suas virtudes próprias essa liberdade e essa felicidade que deseja; porque, enquanto se esperançar noutras nações para gozar esses bens, será escravo, será infeliz. Não discuta sobre a forma de governo: reflicta no modo de melhorar seus costumes. Um povo sem moral, se não tem liberdade, nunca a obterá; se a tem, certamente a perderá (97).
Pagina x - ... os da Companhia de Jesus, de Nossa Senhora do Carmo, do patriarcha S. Bento e de nosso seraphico padre S. Francisco e assim, dando-lhes uma muito boa esmola, que com o favor do governador se tirou pelos engenhos, se tornaram pera Lisboa.

Bibliografische gegevens