Pagina-afbeeldingen
PDF
ePub

neiro. Se destes recebermos o auxilio esperado, faremos a adaptação completa do predio; em caso contrario, apenas a limpeza necessaria e as obras de segurança.

E' esta acreditamos todos a ultima sessão anniversaria que realizamos neste edificio. Depois de dez annos de lucta incessante, conseguimos a nossa maior aspiração. Não foi completa, porque não obtivemos um predio novo, conforme a planta que chegou a ser organisada e approvada.

A batalha decisiva, porem, está ganha. E agora é continuarmos unidos e fortes em nosso programma, porque trabalhar pelo Instituto é honrar nossos maiores e engrandecer nossa patria.

[merged small][merged small][ocr errors]

Impressões de Pernambuco

Transcrevemos abaixo as impressões que, de Pernambuco, enviou para a Europa em cartas, no anno de 1852, o naturalista inglez Charles B. Mansfield.

[ocr errors]

Essas cartas foram depois de sua morte reuni- . das em livro que provocou opinião de Alfredo de Carvalho da parte do polygrapho espanhol Pascual "uma analyse tão ociosa quão impertinente, arrastada atravez das paginas interminaveis de dois volumes de um pretenso ensaio critico."

Carta Primeira

"Aspecto do paiz: o recife: - os negros:

ma: os sitios:

vida na cidade:

o cli

á se

nhora cantando e a "phaloena locusta", vulgo
lavadeira: as borboletas: - as formigas:
as trepadeiras:as palmeiras: os arrabal-
des de Penambuco: um passeio projectado:

as rãas e os sapos.

[ocr errors]

"Que paraiso é, ou ao menos poderia ser, este paiz se fosse possuido pelos Inglezes! Eu não sei de certo se findei os meus dias, ou se tenho começado uma nova vida. Tudo o que me circumda é tão intei

ramente anti-europêo que ficaria quasi convencido de que me não achava neste globo terrestre senão em algum outro planeta se tivesse podido gozar ultimamente de um somno profundo, interrompendo assim a continuação do fio da consciencia.

"Porém, ultimamente a bordo do vapor me parecia não ter vontade nenhuma de dormir. O calor, a humidade, os bonitos dias, a falta de commodos, a distracção, tudo isto reunido impedia o meu somno. Assim, emquanto me é dado recordar cada uma das scenas da minha ida ultima, não posso deixar de acreditar que ainda estou neste mundo, e que vós recebereis esta minha carta um dia pelo correio terrestre.

"A vista de Pernambuco desde a altura do mar é mui bonita. Os casas são altas e assaz bem edificadas, segundo o estylo portuguez, cobertas com telhas acanalladas e os angulos dos telhados formando cornos de lua em geral estão caiadas de branco, embora algumas o sejão de outras côres. A terra é na sua quasi totalidade plana, mas a uma distancia de duas milhas de Pernambuco, pouco mais ou menos, para o lado do norte, ha um morro, onde está encravada Olinda, a antiga cidade. deste porto. Esta montanha é de um effeito agradavel á vista, semeada de casas brancas que se escondem entre a folhagem verde-escura da quasi floresta, e franjada de pontudos e alongados coqueiros. Diz a gente do paiz estar a cidade de Olinda em grande decadencia, e que, a respeito da sua belleza, vista de longe, é muito immunda e são quasi desertas as suas ruas.

"Agora é necessario que formeis uma idéa do modo por que está construido o porto de Pernambuco; porque certamente deve ser contado entre as maravilhas do universo, embora não pareça ser tão verdadeiramente portentoso. Comquanto não esteja bastante familiarisado com a geographia do lugar, posso, comtudo, dar-vos uma rude idéa do que elle é.

"A parte superior do meu pequeno mappa é a

norte, a inferior o sul. O lado esquerdo da sombra é o continente. A linha preta que corre parallela á costa é um estreito recife de rocas, que se levanta apenas sobre a superficie das aguas na maré, e no refluxo do mar fica fóra das aguas quasi seis pés. Este recife, que parece ser de cinco a seis pés de largura, corre ao longo da costa por por umas 300 milhas, fornecendo um canal navegavel desde quinhentas jardas até uma milha pouco mais de largo entre elle e a costa, em toda a sua extensão.

“Não sei o que os geologos pensão deste recife: é formado de grandes massas de arêa petrificada, cheio de seixos e conchas de mariscos, e apresenta o aspecto de uma muralha. O porto de Pernambuco está formado por este recife, que lhe serve de quebra-mar, e entra-se nelle pela abertura feita no recife. E' minha convicção que um povo dado á engenharia faria de toda a costa, de um extremo a outro um só ancoradouro.

"Pernambuco poderia tornar-se, sem construir uma só pollegada mais, limpando-se e aformoseando-se simplesmente o que existe, uma magnifica cidade. As casas são solidamente edificadas e elegantemente desenhadas; quasi todas ellas são bonitos edificios, e a variedade de côres destes e daquellas lhes dá uma apparencia muito pittoresca. E' porém um logar espantosamente immundo; não ha policia urbana de sorte alguma, e todas as immundicies ficão nas ruas, embora não haja máu cheiro; pois se a comparais com Lisboa, cheira bem. e se com a cidade de Colonia, parecer-vos-ha uma rosa.

"Um braço do mar em que desaguão dous rios lava com a brisa toda a cidade, tendo uma extensa ponte sobre cada um dos dous ramaes ou braços. Duas terças partes da população parecem constar de pretos nús da cintura para cima, só com calças de algodão.

"Em geral, são esplendidos padrões do desenvolvimento muscular, pelo menos se attendeis aos

seus peitos e braços, e a sua pelle macia brilha como o velludo: quasi todos são escravos. Ora, a primeira cousa que me sorprendeu ácerca destes escravos segundo o que até agora tenho podido observar foi a sua dignidade e o olhar independente que os caracterisa. Descobre-se alguma semelhança com o talante de Achilles na maneira de andar do negro, quando serve á mesa: eu desejaria só que tão joviaes rostos se pudessem contemplar entre os nossos menos abastados Inglezes. Se o que aqui vemos é em realidade uma perfeita amostra da escravidão, creio ser um desprezivel pretexto, e um verdadeiro palavrorio o brado contra a escravidão, cujo éco é repetido por toda a Inglaterra; porque acredito que nós, os Inglezes, somos completamente tão senhores de escravos como este povo.

[ocr errors]

'Agora vou epilogar a minha narração. Mr. Poingdestre nos conduzio a uma loja ou escriptorio -mui semelhante aos lugares da mesma classe na Inglaterra, embora os quartos sejão mais espaçosos e limpos, onde nos esperava o jantar. Desempenhei perfeitamente o meu lugar, regalando-me com iguarias tão saborosas como o são a farinha de mandioca, e as esplendidas e grandes laranjas verdes desta terra.

"Depois de jantar sahimos para o sitio de Poingdestre: elle e eu montados em pequiras, Power e um joven americano n'uma especie de jaula de quatro rodas. Mas que passeio! Uma estrada mui extensa, ou antes uma senda ou atalho de arêa e lama, entre um continuado jardim de toda a classe de belleza portentosa. O sol ia entrando no occaso, o horisonte assemelhava-se a um desses quadros de Danby, o rico verde-escuro das arvores dé todas as formas imaginaveis, salvo as que se vêm na Inglaterra, expostas á vista, e os seus contornos e perfis dirigidos para o céo. Bananeiras, palmeiras, etc., e os gloriosos coqueiros, assenhoreando o conjuncto do scenario, e

« VorigeDoorgaan »