Pagina-afbeeldingen
PDF
ePub

ETYMOLOGIAS BRAZILICAS.

Encetamos hoje n'estes Annaes um estudo sôbre palavras tupis ou guaranis vulgarmente conhecidas, para mostrar a orthographia que conviria dar-lhes e a sua verdadeira etymologia.

Para similhante commettimento recorremos a um distincto litterato mui versado n’este ramo de estudos, o sñr. Baptista Caetano de Almeida Nogueira, de quem sollicitamos tão grande favorem prol da linguistica e litteratura americanas.

A orthographia e a significação de cada palavra, conforme as -deram escriptores nacionaes e extrangeiros differentes, precederão sempre as eruditas notas finaes do mui illustrado sñr. Baptista Caetano.

Acreditamos util e interessante este estudo.

Como se-verá, a bibliographia predomina n’estas proprias notas, e eis a razão de sua admissão nas paginas d'esta revista bibliographica.

W. Cabral.

I.

Orthographia e significação da palavaa laazilica — Niteroy —

escripta e dada poz varios esceiptores nacionaes e estiangeicos. A oathogtaphia que convicia dat-se-lhe e a sua verdadeiza etymologia.

Nitherohy. Os nossos escriptores concordam que o nome primi

tivo desta bahia (do Rio de Janeiro) era Nitherohy ; Lery, que esteve aqui algum tempo em companhia de Villegaignon, diz que os aborigenes The chamavam Ganabara. O certo é que o primeiro quadra-lhe bem, significando agua escondida; hy, agoa, nitheró, occulta. AYRES DE CAZAL Corographia brazilica, tom.

II (1817), pp. 12.

Nhyteróy. Martim Affonso de Souza... descobrio a enseada, a que

os Tamoyos chamavam Nhyteroy (cuja expressão no idioma portuguez significa Marmorto), tode circuladạ de horriveis penhascos, mas conhecida em diante com o nome de Rio de Janeiro...

PIZARRO Memorias historicas do Rio de Janeiro,

tomo I (1820), pp. 7.

Nicteroy. Esta palavra é brazilica, e composta de duas, a saber:

Nicteró (que significa escondida), hy (que significa agoa).
Mas a pronuncia da segunda era muito difficultosa por
mui guttural.
CONEGO JANUARIO DA CUNHA BARBOSA - Nicteroy:

metamorphose do Rio de Janeiro (1822),

pp. 27.

Nicteroy, que na lingoa dos indigenas Tamoyos, que habitavam no

paiz, significa Mar morto.
José da Silva Lisboa (visconde de Cayrú), citando

Pizarro Historia dos principaes successos
politicos do Baazil, part. I (1826), pp. 78.

Nitherôhy ou Rio de Janeiro. Grande e magnifica bahia da Ame

rica meridional... Os indios da nação Tamoyos, que do-
minavam em todo o paiz que medeia entre as possessões
das nações Goitacazes e as dos Carijós da provincia
actual de S. Paulo, chamavam a esta bahia Nitherõhi,
de hi, agoa, e nitheró, escondida.
MILLIET DE SAINT-ADOLPHE.

Diccionario geogr. hist. e descriptivo do Brazil, tomo II (1845)

pp. 154.

Nicteroy, em nossa opinião não quer dizer « Agua escondida »; mas

sim Agua fria; Mteró (frio), y (agua).
VARNHAGEN Historia geral do Brazil, tom. II

(1857), pp. 346 em nota (2).

Nitherohi, Nitherohy (Bahia do Rio de Janeiro, Villa, olim

Praia Grande). Explicatur vulgo : nithero, escondido, hy, agoa. Rectius nitio-exombyg-hy, não acaba a agoa. (Agoa escondida he o Rio Inhomerim, a verbo inhomine v. anhemine, escondido).

MARTIUSGlossaria linguarum brasiliensium (1863)

pp. 517.

Nyterõi. A interpretação dada por Martius é inteiramente inad

missivel, e no mesmo caso está a do sñr. visconde de Porto Seguro; em ambos os casos inventam-se dicções que não têm os significados indicados. A de Pizarro, repetida pelo visconde de Cayrú, poderia passar, mas seria preciso suppôr grande alteração na dicção, porque morto ou morta é teõ, e demais este adjectivo agglutinado com um substantivo devia perder o t inicial. Ha tambem o adjectivo ruí que significa manso, pacifico, quieto e que poderia tambem significar morto; porêm ruí tem accento no í, e a intercalação de te não é muito explicavel. Resta a significação dada por Ayres do Cazal, reproduzida pelo conego Januario e por Milliet, que é a mais acceitavel. Com effeito terõ significa torcer-se, furtar-se, esconder-se; i-terõi, aquillo que se-esconde, e y-i-terõi, agua que se esconde, dando-se naturalmente o metaplasmo de y-i em ny, donde Nyterõi.

Alem disto Hans Staden, que foi prisioneiro dos Tamoyos nos primeiros tempos do descobrimento, escreveu Iteroenne e Iterrone, que pronunciado á allemã concorda com a explicação dada por Ayres do Cazal.

A final Lery, enumerando as aldeias do lado direito de quem entra na bahia de Ganabara, menciona em primeiro logar Keri-u e Akara-u, dos quaes o primeiro significaria agua ou rio do somno, e qualquer dos dois rio do somno ou agua escondida é applicavel ao sacco de S. Lourenço juncto ao qual assentou-se a cidade, hoje capital da provincia.

BAPTISTA CAETANO.

(Continúa.)

VARIEDADE.

MADRESIL TAS.

Versos do Dr. BRAZILIO MACHADO.

1 vol. in-8.: de 8 pp. inn. e 195, contendo uma Carta preliminar,
escripta pelo sñr. dr. Aureliano Coutinho, e 49 trechos de

poesia lyrica.

[ocr errors]

A Bibliotheca Nacional acaba de ser mimoseada com um volume sob o titulo supra, nitidamente impresso em 1876 no Porto, de poesias compostas pelo sñr. dr. Brazilio Machado, natural da provincia de S. Paulo, tão fecunda em vigorosos talentos. O auctor é decerto moço, sente ainda correr-lhe o sangue em borbotões nas arterias e, aos éstos embriagadores da mocidade, sente o cerebro pejado dessas visões feiticeiras, cujo encanto repousa na illusão dos primeiros annos, e cujo segredo só elles têm : as suas Madresilvas são, como nol-o-diz o auctor da charta posta na frente do volume,

estrophes de um poema intimo, notas da harpa do coração arrancadas no delirio do amor, nos arroubos do enthusiasmo, ou no pungir agri-doce das recordações felizes.... Vehemencia no sentir e suavidade na forma é o character dominante da sua inspiração.

Estrophes ha que ao proferil-as parece o labio vibrar a um tempo o desespêro de um desejo não saciado, e modular o febril queixume de uma saudade resignada.

São éstas na verdade as impressões que nos-despertou a leitura do mimoso livro do sñr. dr. Brazilio. Versos chamou-os a sua modestia : poesias, verdadeiramente taes nos sentimentos que

[ocr errors]
« VorigeDoorgaan »