O homen da independencia: (historia documentada de José Bonifacio, do seo pseudo-patriarcado e da politica do Brasil em 1822)

Voorkant
Companhia Melhoramentos de S. Paulo, 1921 - 344 pagina's
0 Recensies
Reviews worden niet geverifieerd, maar Google checkt wel op nepcontent en verwijdert zulke content als die wordt gevonden.
 

Wat mensen zeggen - Een review schrijven

We hebben geen reviews gevonden op de gebruikelijke plaatsen.

Geselecteerde pagina's

Inhoudsopgave

Populaire passages

Pagina 185 - Não vos iludais, Senhores, a propriedade foi sancionada para bem de todos, e qual é o bem que tira o escravo de perder todos os seus direitos naturais e se tornar de pessoa a coisa, na frase dos jurisconsultos? Não é, pois, o direito de propriedade que querem defender, é o direito da força, pois que o homem, não podendo ser coisa, não pode ser objeto de propriedade.
Pagina 183 - É tempo, pois, e mais que tempo, que acabemos com um tráfico tão bárbaro e carniceiro; é tempo também que vamos acabando gradualmente até os últimos vestígios da escravidão entre nós, para que venhamos a formar em poucas gerações uma Nação homogénea, sem o que nunca seremos verdadeiramente livres, respeitáveis e felizes.
Pagina 106 - O Brasil tem direitos inauferíveis para estabelecer o seu governo ea sua independência, direitos tais, que o mesmo congresso lusitano reconhecia e jurou. As leis, as constituições, todas as instituições humanas, são feitas para os povos, não os povos para elas.
Pagina 170 - Qual será a nação do mundo que com ele queira tratar enquanto não assumir um caráter pronunciado? enquanto não proclamar os direitos que tem de figurar entre os povos independentes? E qual será a que despreze a amizade do Brasil, ea amizade do seu regente?
Pagina 106 - O Brasil não quer attentar contra os direitos de Portugal, mas desadora que Portugal attente contra os seus. O Brasil quer ter o mesmo rei, mas não quer senhores nos deputados do congresso...
Pagina 267 - Pernambuco, creio que Stuart a ampliará com mais justiça a todos os fugitivos e deportados, que não têm nem vislumbre de crime. — O peior é, segundo os infaustos vaticínios do meu Tibiriçá, que...
Pagina 105 - VAR, o herdeiro de uma casa, que elle adora e serve ainda mais por amor e lealdade, do que por dever e obediencia.
Pagina 81 - Não nos lembremos mais do passado; desappareçam odios, inimizades e paixões: a patria seja a unica nossa mira. Completemos a obra da nossa regeneração- com socego e tranquillidade, imitando a honrada e gloriosa conducta de nossos irmãos de Portugal e Brasil.
Pagina 72 - Heis-me portanto separado dos meus; visto os dois partidos em que nos achamos alistados, o que me custa . A lista civil tem sido mal paga, que é o mesmo que dizer-te que estou pobre.
Pagina 105 - Brasil já não pode, já não deve esperar que d'elle, e que de mãos alheias, provenha a sua felicidade. O arrependimento não entra em corações, que o crime devora. O Congresso de Lisboa, que perdeu o norte que o devia guiar, isto é, a felicidade da maior parte, sem...

Bibliografische gegevens