Poranduba amazonense: ou, Kochiyma-uara porandub. 1872-1887

Voorkant
G. Leuzinger, 1890 - 417 pagina's
0 Recensies
Reviews worden niet geverifieerd, maar Google checkt wel op nepcontent en verwijdert zulke content als die wordt gevonden.
 

Wat mensen zeggen - Een review schrijven

We hebben geen reviews gevonden op de gebruikelijke plaatsen.

Geselecteerde pagina's

Overige edities - Alles bekijken

Populaire passages

Pagina 145 - Bis duo sunt homini. Manes, caro, spiritus, umbra. Quatuor ista, loci bis duo suscipiunt. Terra tegit carnem. Tumulum circumvolat umbra, Orcus habet Manes, spiritus astra petit.
Pagina 7 - Outras vezes divaga sobre um tapyr, ou governa uma vara de infinitos kaititus cavalgando o maior d'elles. Os vagalumes são os seus batedores, e tão forte é o seu condão, que o indio que por desgraça o avistasse, era mal succedido em todos os seus passos.
Pagina xi - Por vezes me aconteceu estar com o ouvido aplicado à boca do bárbaro, e ainda do intérprete, sem poder distinguir as sílabas nem perceber as vogais ou consoantes, de que se formavam, equivocando-se a mesma letra com duas...
Pagina 20 - como uma mulher unipede que anda aos saltos, ora como uma criança de « cabeça enorme, ora como um caboclinho encantado.
Pagina 31 - ... o tupi do sul reduzido a lingua escripta, apresenta uma apparencia ás vezes tão diversa, que homens da força do benemérito Martius de saudosa memória, com tanto mérito real, e que aliás fallava o...
Pagina 15 - ... homem com uma urupema na cabeça, coberto por um lençol preso á cintura, ficando os braços por dentro. Em Ilhéos (Bahia), o Maty ou Çacy, tem o nome de Kaapora, e dizem que onde se apresenta é sob a forma de uma cabocla moça, clara e bonita. Não sei porque em Ilhéos toma o Çacy essa fôrma. Não será a mãe do Kaapora, porque em todo o sertão da Bahia, o Kaapora é representado como bem a descreve nos seus Cantos do Equador o distincto amigo e poeta Mello Moraes Filho ? Aqui reproduzo...
Pagina 94 - Ainsi ces pauures Ameriques voyent souuent un mauvais esprit tantost en une forme, tantost en une autre, lequel ils nomment en leur langue Agnan et les persecute bien souuent iour et nuit, non seulement 1'áme, mais aussi le corp.
Pagina 16 - ... pulando, Vae quasi que voando, Ao pobre viandante Assombra e ataca em meio caminho ; E pede fumo e fogo, e sem demora Lhe mostra o Caipora Seu negro cachimbinho. Servido no que pede, A contas justas, safa-se a correr... Do contrario, se fica descontente, De cocegas a gente Faz rir até morrer!
Pagina 251 - Não me batas, porque no buraco da terra eu achei muita gente, mais que boa, e eles vem trabalhar para nós. O pai deixou-o e não o bateu mais. Arredondou uma cousinha e atirou no chão que então cresceu transformada em algodão. O algodoeiro cresceu logo, floresceu, dando depois algodão. Caru apanhou o algodão e fez uma corda, amarrou Rairu eo meteu no buraco do tatú.
Pagina 278 - ... pessoas distinctas da SS. Trindade, e um só Deus verdadeiro, representado pela cruz maior e mais elevada. . O espirito religioso que presidiu á confecção do instrumento perpetua-se até hoje com fiel devoção e crença, mas já profanado pela civilisação, que introduziu n'elle a orgia, pelo que a autoridade ecclesiastica tem prohibido o seu uso.

Bibliografische gegevens