A ba madrasta

Voorkant
A.J. de Castilho, 1919 - 259 pagina's

Vanuit het boek

Geselecteerde pagina's

Populaire passages

Pagina 188 - Onde pode acolher-se um fraco humano, Onde ter segura a curta vida, Que no se arme e se indigne o Cu sereno Contra um bicho da terra to pequeno?
Pagina 159 - Soffrimentos moraes no os tomavam a ' srio. S se rendiam aos gemidos de dor e ao pavor da morte, ante a perspectiva da catastrophe irremediavel . XI A ameaa de separao de casa desvaneceu-se.
Pagina 166 - Pelo figo da figueira Que o passarinho picou. . . — Cho-! passarinho ! Cho ! . . .
Pagina 79 - Mulheres cordatas, creanas obedientes, para lhe tecerem as horas mansas em que ellas tambem viveriam a vida invejavel e justa que fora sempre o seu sonho, o ideal da sua razo. — Porventura evitando os dissabores, as...
Pagina 79 - Queria todos congracados, em perfeita unio, a comporem o concerto da sua felicidade, que seria a felicidade commum.
Pagina 175 - Ia desfructando assim a triste vantagem dos • enfermos a quem se tem medo de irritar e abalar.

Bibliografische gegevens