Pagina-afbeeldingen
PDF
ePub
[graphic][subsumed][ocr errors][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed]
[graphic][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][ocr errors][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed]
[graphic][subsumed][ocr errors][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed][subsumed]

ANNO

FACTOS

[ocr errors]

pio de Julho sáem a lume os Lusiadas, por isso
que a 28 d'este mez foi concedida a Camões a
tença de 158000 reis durante tres annos, pelo
«seu engenho, e habilidade e sufficiencia que mos-
trou no livro que fez das cousas da India.» Ca-
mões é censurado pelos poetas contemporaneos
por usar de neologismos. Pero da Costa Pe-
restrello rasga o seu poema do Descobrimento
de Vasco da Gama. Camões pede a Diogo de
Couto e a Manoel Correia Montenegro que o de-
fendam.. Frequenta por pouco tempo a côr-
te; celebra o regresso de D. Luiz de Athayde,
e o apparecimento do livro de Manoel Barata.
E' por este tempo que lhe roubam a collecção
das suas poesias lyricas intitulada Parnaso,
que veiu a parar na mão de Estacio de Faria.
Magalhaes Gandavo louva Camões.

[ocr errors]

1575 Acabados os tres annos da miserável tença, alcança
a Apostilla de 2 de Agosto, que lhe concede
tres annos mais, não chegando comtudo a rece-
ber cousa alguma este anno, por não estar as-
sente no Livro da Fazenda. Allude á primeira
expedição d'Africa.

FUNDAMENTO

[ocr errors]

DISCUSSÃO

nardes, Carta IV. - Faria 333, 352.
e Sousa, Index dos Autho-
res portuguezes.- Carta de
Diogo de Couto de 1611.-

Soneto CXLIV, LIX, LXIV,
CLXXXVII. Diogo do Couto,
Decada VII, Faria e Sousa,
Comm. - Dialogo em defe-
za da lingua portugueza.

Arch. Nac. Livro xxxIII das Pg. 348,
Doações de D. Sebastião, 350.
fl. 299.-Elegia x1, Ele-
gia xix.

[graphic]
[merged small][ocr errors][merged small][merged small][merged small]

fl. 145. Elegia IV.

352.

1576 Alcança a Ementa de 22 de Junho para que se lhe Ibid. Livro п das Ementas, Pg. 348,
pague a quantia que lhe pertence.-Offerece a
El-rei Dom Sebastião as Outavas III, quando o
Papa lhe mandou a Seta.-Louva Magalhães
Gandavo, pela sua Hist, da Provincia de Santa
Cruz.

ma

1577 André Falcão de Resende dirige-se a Camões al-
ludindo
do á indifferença que havia na côrte pelo
poeta.-Herrera em Sevilha, e Tasso em Ro-
admiram Camões e procuram exaltal-o. A
causa d'esta indifferença de Camões na corte,
explica-se pela morte da Infanta D. Maria, e
pela ausencia de D. Manoel de Portugal, em-
baixador em Castella.

1578 Celebra a benção do Estandarte com que se ha-
via entrar na campanha de Africa.- Bernardes
é preferido para acompanhar D. Sebastião e
cantar o seu triumpho. Em 2 de Junho d'este
anno é passada uma nova Apostilla nas cos
tas do Alvará da tença de 158000 reis, talvez
para contentar o poeta por ter sido recusado.-
A 4 de Agosto é a derrota de Alcacer-Kibir; o
poeta condemna a cobardia do exercito. Em vol-
ta de Camões agrupa-se o partido nacional.

Obras de Falcão de Resende, Pg. 353 a
p. 289 a 292.Ode vi de 355, 356,
Camões; obras de Herrera, 359.
p. 237, 443.-Tasso, So-
neto 384.

Sonetos CCCLI e CCXLIII. -Fa-Pg. 362,
ria e Sousa, Comm. ás Ou- 363, 369,
tavas. D. Francisco Ma- 371.
noel, Apologos Dialogaes,
p. 202 a 204. Liv. 33 das
Doações de D. Sebastião,
fl. 119. Soneto CCCXLVI.
Elegia 1.

[graphic]
« VorigeDoorgaan »