Pagina-afbeeldingen
PDF
ePub

ciado com muito louvor o trabalho do candidato, intitulado Elogio historico de José Bonifacio de Andrada e Silva, opina a commissão de admissão de socios que entre os nomes dos membros do Instituto Historico e Geographico do Brasil se inscreva o do Sr. Latino Coelho, distincto litterato portuguez.

«Nascido em Lisboa em 29 de Novembro de 1825, filho legitimo do professor de mathematicas capitão João Alberto Coelho, cedo começou o Sr. Latino Coelho a frequentar as escolas, a honrar as academias; cultivou as letras, e em pouco tempo conquistou merecida reputação litteraria em Portugal.

« Official do exercito, professor da escola polytechnica, jornalista, poeta, deputado, orador, secretario da Academia Real de Siencias de Lisboa, dotado de talento privilegiado, tornou-se conhecido na imprensa periodica e politica do paiz; varios jornaes politicos e litterarios, diversos escriptos bistoricos e criticos, obras didacticas e outros interessantes trabalhos, têm assignalado seu talento, tão fecundo, tão facil em produzir, tão variado, tão rico e tão conhecido.

<< A penna engenhosa e brilhante do distincto escriptor acaba de enriquecer a litteratura portugueza com o Elogio academico de José Bonifacio de Andrada e Silva, no qual manifesta o autor sua intelligencia eminente, estudiosa, applicada, rica de conhecimentos e de sciencia, e assim julgamos ser sufficiente esse trabalho, consagrado à memoria de um brasileiro tão notavel, para ser admittido no gremio do Instituto Historico o Sr. José Maria Latino Coelho. Sala das sessões, em 9 de Novembro de 1877.-Dr. Manoel Duarte Moreira de Azevedo.-A. M. Perdigão Malheiro. Dr. João Ribeiro de Almeida. »>

[ocr errors]

3. « Proposto para socio correspondente do Instituto

Historico o Sr. Hercules Florence, servindo-lhe de titulo de admissão o trabalho intitulado Esboço da viagem feita pelo Sr. Langsdorff no interior do Brasil, desde Setembro de 1825 até Março de 1829, escripto em francez, e traduzido pelo nosso distincto consocio Sr. Dr. Alfredo d'Escragnolle Taunay, julga a commissão de admissão de socios o candidato digno do titulo de socio do Instituto Historico e Geographico do Brasil.

<< A narrativa do Sr. Hercules Florence, escripta em linguagem simples e despretenciosa, e com verdade e criterio, dá noticia da longa exploração do barão Jorge Henrique de Langsdorff, consul-geral da Russia no Brasil, que falleceu em sua patria em 1842, tendo seu governo lhe concedido ayultada pensão, apezar do mão resultado de sua viagem. Sala das sessões, em 9 de Novembro de 1877.Dr. Manoel Duarte Moreira de Azevedo.-A. M. Perdigão Malheiro.-Dr. João Ribeiro de Almeida. »

O Sr. Dr. Manoel Duarte Moreira de Azevedo, obtendo a palavra, leu um trabalho sob o titulo O Dia 30 de Julho de 1832.

Terminada a leitura, o Sr. presidente, obtendo venia de S. M. o Imperador, levantou a sessão.

[blocks in formation]

16 SESSÃO EM 23 DE NOVEMBRO DE 1877

HONRADA COM A AUGUSTA PRESENÇA DE S.M. O IMPERADOR.

Presidencia do Exm. Sr. visconde de Bom Retiro.

A's 7 horas da tarde acharam-se presentes os Srs. visconde de Bom Retiro, Drs. Joaquim Manoel de Macedo, Carlos Honorio de Figueiredo, Manoel Duarte Moreira de Azevedo, conselheiros Henrique de Beaurepaire Rohan, Olegario Herculano de Aquino e Castro e Filippe Lopes Netto, senador Candido Mendes de Almeida, tenente-coronel Francisco José Borges, barão Gustavo Schreiner, conego MaLoel da Costa Honorato, Drs. Felizardo Pinheiro de Campos, Luiz Francisco da Veiga, Maximiano Marques de Carvalho, Alfredo d'Escragnolle Taunay, Ladislao de Sousa Mello Netto e Antonio Monoel Gonçalves Tocantins, faltando com causa participada os Srs. Dr. Manoel Jesuino Ferreira, Antonio Alvares Pereira Coruja e Francisco Manoel Alvares de Araujo.

Annunciando-se a chegada de S. M. o Imperador, foi o mesmo augusto senhor recebido com as honras do estylo, e, tomando assento, o Sr. presidente abriu a sessão.

O Sr. Dr. Moreira de Azevedo, secretario supplente, servindo de 2o secretario, leu a acta da antecedente, que, posta em discussão, foi approvada.

O Sr. Dr. Carlos Honorio, 2° secretario, servindo de primeiro deu conta do seguinte

EXPEDIENTE

Officio do Sr. director geral da secretaria de Estado dos negocios estrangeiros, enviando, por parte da legação do Imperio em Lima, um exemplar do El monitor rebelde «Huascar,» por José Antonio Garcia y Garcia, do mez de Junho do corrente anno.

Dito do Sr. Dr. Ernesto Ferreira França, concebido n'estes termos :

<< Illm. e Exm. Sr.-Não tendo estado presente na sessão do Instituto, celebrada a 28 do corrente, solicito comtudo que se insira na acta o protesto da minha completa e fervorosa adhesão á manifestação de jubilo, solemnemente pelo Instituto externada, por motivo do fausto regresso de S. M. o Imperador.

<< N'este patriotico empenho, igualmente caro ás letras e á patria, ouso implorar o precioso intermedio de V. Ex.

<< Deus guarde a V. Ex.-Illm. e Ex. Sr. presidente do Instituto Historico e Geographico Brasileiro. Rio de Janeiro, 29 de Setembro de 1877.-Dr. Ernesto Ferreira França.»

Dito do Sr. Manoel Candido da Veiga e Sousa, director do curso nocturno gratuito da Associação Promotora da Instrucção de Meninos, trazendo ao conhecimento d'este Instituto que o mesmo curso prosegue nos trabalhos tendentes á fundação de uma bibliotheca popular na freguezia de S. Christovão d'este municipio, e que, já possuindo avultado numero de obras, solicitava uma collecção de suas Revistas.-Resolveu-se na fórma do estylo.

Carta do Sr. Gonçalo de Fare, offerecendo um exemplar do livro com o titulo Colonias orphanologicas, agricolas e industriaes do municipio da Estretla. Rio de Janeiro. Varios jornaes enviados pelas respectivas redacções. As offertas são recebidas com agrado.

TOMO XL, P. II

67

ORDEM DO DIA

Leu-se, e foi remettida á commissão subsidiaria de historia a seguinte proposta :

<<< Proponho que sejam remettidos à respectiva commissão os Quadros administrativos da provincia das 'Alagôas, pelo juiz de direito do Porto Calvo, Olympio Euzebio de Arrochellas Galvão, apresentados em sessão de 12 de Outubro proximo findo, afim de dar seu parecer, reforçando o que foi dado em 1875 sobre as outras publicações do mesmo Dr. Arrochellas, por mim proposto para socio correspondente d'este Instituto. Sala do Instituto, em sessão de 23 de Novembro de 1877.-0 conego, M. da Costa Honorato. »

Foram unanimemente approvados por escrutinio secreto tres pareceres, adiados, da commissão de admissão de socios:

O primeiro, elevando a membro honorario o Exm. Sr. barão Homem de Mello, 3° vice-presidente.

O segundo e terceiro, admittindo ao gremio d'este Instituto os Srs. José Maria Latino Coelho e Hercules Florence.

Os Srs. conselheiro Henrique de Beaurepaire Roban e Dr. Luiz Francisco da Veiga occuparam a attenção do Instituto, lendo aquelle parte de um seu trabalho sob o titulo: O antigo e novo Porto Seguro, e este um trabalho biographico sobre Luiz Carlos Martins Penna.

O Sr. presidente, obtendo venia de S. M. o Imperador, levantou a sessão ás 8 1/2 horas.

Dr. Moreira de Azevedo,

2° SECRETARIO SUPPLENTE.

« VorigeDoorgaan »