Pagina-afbeeldingen
PDF
ePub

17 SESSÃO EM 7 DE DEZEMBRO DE 1877

HONRADA COM A AUGUSTA PRESENÇA DE S. M. O IMPERADOR.

Presidencia do Exm. Sr. visconde de Bom Retiro.

A's 7 horas da tarde, achando-se presentes os Srs. visconde de Bom Retiro, Joaquim Norberto de Sousa e Silva, Drs. Carlos Honorio de Figueiredo, Manoel Duarte Moreira de Azevedo, senador Candido Mendes de Almeida, barão Gustavo Schreiner, Maximiano Marques de Carvalho, conde de Baependy, Felizardo Pinheiro de Campos, Antonio Alvares Pereira Coruja, João Barbosa Rodrigues, conselheiro Filippe Lopes Netto, Francisco Manoel Alvares de Araujo e Antonio Manoel Gonçalves Tocantins, annunciou-se a chegada de S. M. o Imperador, que foi recebido com as honras do estylo, e, tomando assento, o Sr. presidente abriu a sessão.

O Sr. Dr. Moreira de Azevedo, servindo de 2o secretario, leu a acta da antecedente, que, posta em discussão, foi approvada.

O Sr. Dr. Carlos Honorio, servindo de 1° secretario, deu conta do seguinte

EXPEDIENTE

Carta do Sr. 1 secretario conselheiro Sousa Fontes, communicando não poder comparecer á sessão por incommodado.

Dita do Sr. conselheiro Henrique de Beaurepaire Rohan, tambem communicando não poder comparecer por justos motivos.

Dita do Sr. Dr. Antonio Pereira Pinto, offerecendo dois exemplares dos Annaes da camara dos Srs. deputados do anno de 1829, por elle recopilados e publicados no corrente

anno.

Dita do Sr. Dr. Maximiano Marques de Carvalho, explicando os motivos que obrigaram a retirar-se da sessão passada logo no principio dos trabalhos.

Officio do Sr. presidente da provincia do Rio Grande do Sul, remettendo um exemplar da Collecção dos Actos expedidos pela presidencia d'aquella provincia em os annos de 1871 e 1872.

Dito do Sr. barão Homem de Mello, 3° vice-presidente d'este Instituto, agradecendo ao mesmo o haver-lhe elevado de socio effectivo á categoria de honorario.

Houve as seguintes

OFFERTAS

Pelo Sr. Dr. Tobias Leite, Noticia do instituto dos surdos-mudos do Rio de Janeiro, 1877.

Pela Bibliotheca Nacional, Annaes da Bibliotheca Nacional do Rio de Janeiro, vol. 3°, 1877.

Pela Sociedade de Geographia da Belgica, o seu Boletim n. 4 do corrente anno. Bruxellas, 1877.

Pela Sociedade de Geographia Italiana, o Boletim da mesma do mez de Agosto. Roma, 1877.

Pela Sociedade de Geographia de Paris, o seu Boletim do mez de Setembro. Paris, 1877.

Pela Sociedade de Estatistica de Marselha e Sociedade de Geographia, Répertoire des travaux de la Societé Estatistique de Marseillle, tomo XXXVII. Marseille, 1877; e Boletim dos mezes de Setembro e Outubro.

Pela Sociedade de Geographia de Madrid, os Boletins dos mezes de Agosto e Setembro do corrente anno.

Pela Sociedade de Geographia de Anvers, o Boletim do mez de Outubro.

Pela redacção da Revista Nacional de Sciencias e Letras de S. Paulo, o vol. 2o, n. 1. Outubro de 1877.

Varios jornaes remettidos pelas respectivas redacções. As offertas são recebidas com agrado.

ORDEM DO DIA

Leu-se, e foi remettida à commissão de estatutos e de redacção da Revista, a seguinte proposta :

<< 1. Que se contrate com pessoa habilitada, e que melhores condições possa offerecer a confecção do indice alphabetico de nossa Revista, com mais amplo desenvolvimento do que se acha no tomo XXII da mesma Revista (1859).

<< 2.° Que se proceda da mesma fórma com o catalogo da bibliotheca do Instituto, atrazado desde 1860, guiando-se o que encarregar-se de redigil o pelos systemas mais aperfeiçoados postos em pratica na Europa e nos EstadosUnidos.

«< 3. Que se publique pela imprensa e pela lithographia a obra denominada Razão de Estado, do sargento-mór Diogo de Campos Moreno, com os seus mappas, e, sendo possivel, pelo systema de Kunstmann, conforme se acham

desenhados e coloridos. Sala do Instituto, em 7 de Dezembro de 1877.-Candido Mendes de Almeida. »

Ficou sobre a mesa para ser votado na proxima sessão o seguinte parecer :

« A commissão de admissão de socios, tomando conhecimento da proposta para ser admittido como membro correspondente do Instituto Historico, o Sr. Dr. Thomaz Garcez Paranhos Montenegro, autor dos escriptos intitulados A Provincia e a navegação do Rio de S. Francisco, que foram examinados pela commissão subsidiaria de trabalhos geographicos, julga o candidato digno de pertencer a esta douta associação

« Filho legitimo do tenente-coronel José Garcez da Rocha Vasconcellos Montenegro e de D. Maria Joaquina da Silva Paranhos Montenegro, nasceu o Dr. Thomaz Garcez Paranhos Montenegro em 22 de Janeiro de 1838 na antiga povoação, hoje villa da Mata de S João, provincia da Bahia. Em 1858 recebeu o grão de bacharel em sciencias juridicas e sociaes pela faculdade de direito do Recife; serviu o cargo de promotor publico nas comarcas de Caravelas, Camamú e Valença; de curador-geral dos orphãos nos termos de sua residencia; em 1867 foi nomeado juiz de direito da comarca do Rio S. Francisco, d'onde foi removido em 1874 para a comarca de Alcobaça, e em 1875 para a de Nazareth; em 1860 foi eleito primeiro supplente de deputado á assembléa provincial da Bahia, tomando assento em 1861; em 1865 foi deputado eleito á mesma assembléa. Fundou o hospital da Santa Casa de Misericordia de S. Pedro da cidade da Barra do Rio Grande; serviu de provedor e construiu o hospital da referida Santa Casa, o primeiro edificio da zona do S. Francisco; promoveu na mesma cidade a edificação de um theatro e deu incremento ás obras da matriz, prestando assim, além do cultivo das letras, bons

serviços à patria. Sala das sessões em 7 de Dezembro de 1877.-Dr. Manoel Duarte Moreira de Azevedo.-A. M. Perdigão Malheiro.-Dr. João Ribeiro de Almeida. » O Sr. Antonio Manoel Gonçalves Tocantins, obtendo a palavra, leu um seu trabalho sobre a Tribu Mundurucú. Terminada a leitura, o Sr. presidente, obtendo venia de S. M. o Imperador, levantou a sessão.

Dr. Moreira de Azevedo,

9° SECRETARIO SUPPLENTE

SESSÃO DA ASSEMBLEA GERAL DE ELEIÇÕES EM 21 DE DEZEMBRO DE 1877.

Presidencia do Sr. barão Homem de Mello.

A's 7 horas da tarde, presentes os Srs. barão Homem de Mello, Drs. Carlos Honorio de Figueiredo, Felizardo Pinheiro de Campos, senador Candido Mendes de Almeida, Drs. Maximiano Marques de Carvalho, João Ribeiro de Almeida, conego Manoel da Costa Honorato e 1o tenente Francisco Manoel Alvares de Araujo, o Sr. conselheiro barão Homem de Mello, 3° vice-presidente, abriu a sessão em assembléa geral para se proceder á eleição dos membros da mesa e das commissões que têm de funccionar no anno de 1878, e nomeou para escrutadores os Srs. Drs. Carlos Honorio de Figueiredo e Felizardo Pinheiro de Campos. Passando-se ao processo eleitoral, na forma dos estatutos, foram eleitos os Srs. :

« VorigeDoorgaan »