Novellas do Minho: publicaçao mensal, Volumes 4-6

Voorkant
Mattos Moreira, 1876

Vanuit het boek

Geselecteerde pagina's

Inhoudsopgave

Populaire passages

Pagina 14 - Para servir-vos, braço ás armas feito; Para cantar-vos, mente ás Musas dada; Só me fallece ser a vós acceito, De quem virtude deve ser prezada : Se me isto o...
Pagina 35 - ... porque D. Miguel chegou á barra, Sua mãe lhe deu a mão, Anda cá, meu querido filho, Não queiras constituição. E cantarolava o folgasão abbade de Pedraça, batendo o compasso na capa dos «Luziadas».
Pagina 54 - Assim se fez. Bento de Araújo ficou deitado de costas sobre uma moita de codessos, com os braços hirtos e abertos em cruz, os punhos cerrados, e os olhos envidraçados de lágrimas. Ao alvorecer do dia, uma nuvem pardacenta que ondulava pela crista da serra, rasgou-se em saraivada glacial, que lhe batia no rosto e saltava pelo peito nu e descarnado. Chovera e nevara depois durante muitos dias. Nenhum pastor subira com o rebanho àquelas cumiadas, sempre escondidas, na negridão da névoa, e perigosas,...
Pagina 21 - Na lareira, entre cinzas, a panela de 'barro desbeiçada, e duas tigelas na trempe; o escabelo corroído de caruncho, ea espaços espumado de gorduras lustrosas; o catre 'de bancos, ea enxerga rota e arripiada de palhiço; a candeia de ferro enganchada na parede; por baixo, pingada de sail, uma banca de pau santo com pés torneados, mas com as roscas esborcinadas, e gavetas de pinho em bruto com puxadores de corda.
Pagina 71 - Afirmam autores de boa nota que a mulher é femea, femina. Neste parecer abundam D. Antonio Ayres de Gouveia, bispo do Algarve, na Reforma do aprisoamento, e Bento Pereira na Prosodia* (cit. por Dias Costa). Em 1876 no Filho Natural persiste na dentada : «... e lá vinha o caso de sua alteza real em pequenino furar a barriga das galinhas com um saca-rolhas, facto restabelecido e autorizado pelo sr. dr. bispo Antonio Ayres de Gouveia, no seu livro da Reforma das Prisões > (cit.
Pagina 29 - Thomazia devia conjecturar tamanhas dores que a Providencia lhe estava debitando no grande livro que um dia se abre diante do devedor. Que livro esse quando se abre ! Parece que as pessoas, as coisas, as forças vivas e as impassibilidades mortas, tudo nos pede contas, tudo tem uma garra...
Pagina 21 - ... de ignorância. Quando vierem a medir-se nesse torneio de armas iguais, então saberemos quantos devassos verosímeis e não tonsurados correspondem a um Padre Amaro, que prende o filho a uma pedra eo afoga com suas mãos.
Pagina 48 - ... o chefe, com uma dúzia de escolhidos, entrou na Congosta de Enxiras, onde morava Bento de Araújo. Ele, com mais dois, acercaram-se da porta; os outros, postaram-se de atalaias nas extremidades da viela. O pedreiro estava ainda sentado à lareira. Desde que lhe disseram que o filho pernoitava às vezes em casa do Meirinho, velava até ser dia claro. O receio de ser assaltado era tamanho que já três vezes, em noites tempestuosas, gritara a del-rei.
Pagina 55 - Nenhum pastor subira com o rebanho àquelas cumiadas, sempre escondidas na negridão da névoa, e perigosas, se o lobo uiva faminto. Quando o tempo estiou, quem denunciara o cadáver, já disforme no rosto, fora uma revoada de corvos que crocitavam, pairando sobre os restos do seu banquete disputado às feras.
Pagina 53 - Patrão, estamos às suas ordens, diga lá onde quer que se cave; a cova há-de fazer-se ou para sair o dinheiro ou para entrar você. Bento caíra sobre os joelhos como ferido de súbita apoplexia, e começou a gaguejar uns sons ininteligíveis. — Este alma de dez diabos que está a mastigar? — disse Freiamunde. Neste momento, o pai de Joaquim caiu de borco, batendo com a face na pedra; e, quando dois homens o levantaram de repelão eo viram à luz dos fetos, estava morto.

Bibliografische gegevens